Calouros Subestimados #06 – John Petty

Você já deve ter ouvido falar de DeAndre AytonMichael Porter JrTrevon Duval e outros recrutas de elite na classe de 2017. Além destes atletas considerados “One And Done”, a próxima temporada também estará recheada de outros calouros que não são conhecidos do publico brasileiro e não possuem o mesmo hype dos atletas anteriormente citados, mas que são tão talentosos quanto.

E para apontar alguns destes Calouros Subestimados, o Live College Brasil vai trazer em uma série de 7 matérias alguns nomes que por agora não são conhecidos, mas que podem vir a ter a mesma história de Marquese Chriss, que foi de um recruta 4 estrelas totalmente desconhecido para uma escolha de loteria em apenas uma temporada.

Conheça John Petty, futura estrela de Alabama:

Nome: John Petty
High School: Jemison High School
Universidade: Alabama
Altura: 1,96 m (6’5”)
Posição: Ala-armador (SG)
Não ao Kentucky e sim para o Alabama

John Petty é uma das histórias mais legais da classe de 2017. Enquanto muitos garotos sonham em jogar pela Universidade do Kentucky em busca da profissionalização, Petty pensou de maneira diferente e decidiu por “ficar em casa” e jogar pela Universidade do Alabama.

O fato de Colin Sexton, um dos melhores atletas da classe de 2017, ter se comprometido com Alabama pode ter contribuído muito para que John Petty tenha sido ignorado pela mídia e deixado de lado. A própria escolha por Alabama, uma Universidade com mais tradição no College Football do que no Basketball, pode ter afetado o grande hype que John Petty tinha, mas ainda sim, o garoto de Huntsville sai do high school como o melhor atleta do estado, All American e um dos melhores atletas da nação.

“Eu fui a primeira pessoa com quem Avery Johnson falou assim que conseguiu o emprego de treinador em Alabama”, disse Petty em entrevista. “Isso significou muito para mim. No meu entendimento, temos uma das melhores classes de recrutamento e estaremos prontos para vencer”.

Assim como Trae Young, que também escolheu jogar por uma Universidade local (Oklahoma), Petty tem tudo para ser um daqueles atletas que podem chegar longe e quem sabe não partir para a NBA depois de apenas um ano na Universidade.

Leia Também: Analise de recrutamento – Alabama Crimson Tide

O que Petty deve trazer para Alabama?

Talento. John Petty é sem duvidas um dos atletas com o maior teto de evolução na classe de 2017, ou como costumamos dizer, um diamante bruto. Muito talentoso, o ala-armador tem como principal característica não ter uma posição definida em quadra, fazendo de tudo um pouco.

Apesar de no high school, a bola sempre ter estado em suas mãos e de ele ter desenvolvido uma visão de jogo interessante, a sua grande capacidade para pontuar nos três níveis da quadra, seja em transição ou em meia quadra, sempre foi o que mais impressionou. Além de tudo isso, Petty é um garoto bem atlético e com um potencial físico muito bom pra sua idade e que vem se desenvolvendo muito rápido ao longo dos anos.

Os principais problemas no jogo de Petty estão muito ligados a sua pouca experiência. Um deles por exemplo, é o individualismo que John Petty tinha em determinadas ocasiões, fazendo inclusive com que sua equipe sofresse contra-ataques fatais. A capacidade para liderar uma equipe também é citada como um problema. Mas ambos os casos podem e deverão ser solucionadas na Universidade, onde o jogo é muito coletivo e o individualismo é quase sempre deixado de lado.

Como deve ser o encaixe em Alabama?

Uma das coisas mais notadas na temporada passada em Alabama foi a disciplina tática da equipe em todos os jogos e a falta de um talento individual por parte dos jogadores da equipe. Com Collin Sexton e John Petty, esse problema estará teoricamente resolvido. John Petty será um dos titulares desta equipe, e deverá atuar na posição de ala-armador com a responsabilidade de pontuar e defender além de ser uma das armas primárias no ataque.

Para Alabama, que já é considerada uma equipe top 25, as expectativas são enormes e é claro que ninguém pensa na hipótese de ficar mais um ano sem chegar ao torneio da NCAA, coisa que Alabama não consegue desde 2012 quando perdeu para Creighton no first round.

Veja como foi a estréia de John Petty por Alabama durante uma excursão pelo Canadá e um de seus mixtapes do high school