Fique De Olho #11 – Nick Ward

Em 2016, a Universidade de Michigan State realizou um dos melhores recrutamentos de sua história que incluía jovens estrelas do high school como Miles Bridges, Joshua Langford e Cassius Winston. Nick Ward, que foi outro calouro desta classe sofreu um pouco com a badalação em volta dos outros três calouros, mas acabou sendo um dos melhores pivôs da conferencia Big Ten.

Óbvio que a sequencia incrível de lesões que assolaram o garrafão dos Spartans contribuíram muito para que Nick Ward recebesse muitos minutos além do que lhe era planejado, mas o garoto provou que é especial. O que esperar de Ward nesta temporada? Confira:

Nome: Nick Ward
High School: Lincoln High School
Universidade: Michigan State
Altura: 2,05 m (6’9”)
Posição: Pivô (C)
Grata surpresa no primeiro ano universitário

Vindo de Columbus em Ohio, Nick Ward sempre foi considerado um dos melhores atletas de seu estado natal e foi classificado como um recruta 4 estrelas em todos os rankings nos EUA. Tom Izzo, treinador hall of fame no College Basketball perseguiu o compromisso de Ward por quase dois anos até consegui-lo em 2015, vencendo universidades tradicionais como Ohio State, Wisconsin e Miami.

Como disse anteriormente, apesar de Nick Ward estar entre os 100 melhores prospectos da nação, as expectativas de atuar muitos minutos pelos Spartans na primeira temporada ainda eram poucas, visto que a Universidade tinha muitos homens de garrafão experientes e capacitados para jogar. Porém, as muitas lesões afetaram diretamente os pivôs da equipe, fazendo como que o treinador Tom Izzo tivesse de recorrer ao calouro para jogar mais minutos do que desejara.

Com uma explosão impressionante dentro da área pintada, Ward é um daqueles pivôs que tem um talento enorme para pontuar no low-post, fazendo com que seus adversário sempre tenham de apelar para as faltas na tentativa de impedir as cestas. A dificuldade de Ward na defesa foi apontada como um grande problema, mas ao longo da temporada, mostrou uma evolução fantástica neste fundamento.

Apesar de não ter sido o titular na temporada, Ward teve uma temporada muito boa, especialmente quando Miles Bridges se lesionou, chamando a responsabilidade para pontuar e lutando por cada rebote ofensivo e defensivo. Quando Bridges retornou de lesão, Ward já era um dos lideres do time em várias estatísticas. Com médias de 13,9 pontos e 6,5 rebotes por jogo, Ward foi o segundo cestinha do time na temporada.

Os números em si não são grande coisa, mas levando em conta que é Michigan State e o técnico é Tom Izzo que tradicionalmente utiliza os veteranos muito mais dos que os calouros. Mas um numero que impressiona é a média de minutos que Ward ficou em quadra durante os jogos, (apenas 19 minutos por jogo). Acredite, isso é realmente impressionante. Quanto ele teria conseguido se tivesse atuado por 28 minutos por exemplo? E ainda vale destacar, que apesar de Ward ser um pivô relativamente baixo para a posição (2,05 m ), foi o atleta mais alto do time na temporada e isso acabou sendo um dos principais motivos para a equipe de Michigan State ter sido tão irregular no último ano.

Expectativas para sua segunda temporada

Após desistir de jogar na NBA e anunciar o retorno a Universidade, Miles Bridges, destacadamente o melhor jogador do time e candidato a vários prêmios na temporada, Michigan State passou a ser uma equipe candidata ao titulo nacional. Além de Bridges outros fatores também pesam a favor dos Spartans como por exemplo, os atletas que não jogaram na temporada passada por causa de lesão e que ganharam mais um ano de elegibilidade.

Nick Ward, Cassius Winston, Josh Langford e Miles Bridges; Todos retornam para sua segunda temporada em MSU

Cassius Winston e Josh Langford também estão retornando para a segunda temporada com a universidade e Tom Izzo fez novamente um recrutamento muito bom trazendo uma excelente dupla para o garrafão do time.

Mas sem dúvidas, Nick Ward agora é uma peça importante para as pretensões da equipe na temporada, e a expectativa é que jogue muito mais tempo e contribua muito mais com a equipe, e dependendo de como for sua temporada, é provável que ele decida ir para a NBA.

Confira alguns highlights de Nick Ward na temporada passada.