Análise de Recrutamento – Kentucky consegue mais um recruta 5 estrelas

Depois de Duke conseguir o compromisso do melhor atleta da classe de 2018, ontem (11/11) foi a vez de Kentucky conseguir um recruta 5 estrelas. Trata-se de Keldon Johnson que joga na Oak Hill Academy, escola muito tradicional no EUA e onde estudou Carmelo Anthony e Kevin Durant por exemplo.

Confira uma breve análise de Keldon Johnson:

Por que Kentucky?

O técnico Calipari recruta os melhores atletas do high school ha alguns anos e vem tendo muito sucesso com essa filosofia. Obviamente que um atleta que se compromete com Kentucky está com um pensamento muito claro de alcançar a NBA a curto prazo, na maioria das vezes em apenas um ano. Com Keldon Johnson não é diferente, ele sabe que tem potencial para chegar a NBA e quer faze-lo o mais rapidamente possível.

“A comissão técnica foi muito sincera comigo desde o primeiro dia que fui recrutado por eles”, disse Keldon Johnson. “Eu acredito que o treinador Calipari poderá me ajudar muito a tornar os meus sonhos realidade se eu fizer minha parte. Não basta para mim chegar a NBA, mas sim jogar na liga por muito tempo.

O que os Wildcats ganham com Johnson?

Um scorer. Keldon Johnson tem 1,98 m de altura e atua na posição de ala-armador e ala. Johnson é um habilidoso “driving and Finishing”. Sua habilidade para fazer badejas e enterradas é uma característica que foi aperfeiçoada no decorrer dos anos no high school graças a seu porte físico, que é muito bom.

Além de forte e bom finalizador de jogadas no entorno do aro, Johnson exibe muitas qualidades com a bola nas mãos como por exemplo o passe e a tomada de decisões. Seu arremesso sempre foi um problema, mas no último Nike EYBL, Johnson demonstrou uma evolução bem interessante e parece estar desenvolvendo um arremesso consistente do mid range. Johnson também exibe uma defesa muito boa seja no homem com ou sem a bola, porém, precisará melhorar a defesa contra armadores mais baixos.

Quem ele nos lembra?

Fazer uma comparação nesse estágio da carreira é muito complicado, mas Johnson tem algumas similaridades com o Paul Pierce de quando estava em Kansas. Pierce sempre foi forte fisicamente e se utilizava muito desse ponto forte pra vencer as defesas e pontuar. O arremesso de três pontos é uma das diferenças entre os dois no mesmo estágio da carreira, porém como disse anteriormente, Johnson vem evoluindo.